São Paulo - O ano de 2014 não foi fácil para passageiros de voos dos Estados Unidos, que tiveram de enfrentar não apenas o mau tempo, mas também a má prestação de serviços por parte das companhias aéreas. Os voos atrasados, a perda de bagagens e as reclamações aumentaram. No ano passado, as companhias americanas cancelaram 66 mil voos a mais do que em 2013, segundo a empresa FlightStats Inc. Já as reclamações sobre os serviços das empresas aumentaram 26%. Com a aposta em um ano de altos lucros e menor custo com combustível, as companhias têm investido em novas tecnologias para aumentar a confiabilidade, mas os números do ano passado mostram que o transporte aéreo dos EUA ainda é frágil. Algumas falhas fizeram com que passageiros ficassem em terra por dias e equipamentos antigos têm falhado com mais frequência. Nesse contexto, o ranking anual The Middle Seat, divulgado pelo The Wall Street Journal, que acompanha sete medidas-chave de desempenho, classificou as 8 maiores empresas aéreas dos EUA em 2014.  A Alaska Airlines e a Virgin American obtiveram as melhores classificações. A Alaska investiu em tecnologia de localização por satélite, que ajuda voos em caso de nevoeiro, além da garantia de entrega de bagagem em 20 minutos. Já a Virgin investiu em um programa de incentivo aos funcionários que oferece bônus de 3% para pontuações em áreas como satisfação dos clientes, operações de aeronaves e segurança e performance imediata. Pelo quarto ano consecutivo, a United e a American Airlines ocupam as duas últimas posições do ranking Os critérios avaliados foram chegadas no horário, voos cancelados, grandes atrasos, atrasos de duas horas na pista, babagem danificada, bumping involuntário (quando a companhia proíbe o passageiro de embarcar, após vender mais assentos que o disponível no voo) e reclamações. Veja a lista nas imagens a seguir, ordenadas da melhor para a pior companhia, segundo o ranking:
Dining : The Summer of Love was a revolutionary time. It started in Haight-Ashbury and spread throughout the rest of the city--and eventually, the world. Although the Summer of Love was 50 years ago, there are many restaurants from that era that are still open today. Who knows? You could be dining today where like the likes of Janis Joplin , Jimi Hendrix or the Grateful Dead once ate.According to the SF Heritage Legacy Project , here are the San Francisco restaurants that were cooking up love back in 1967.
Get a fresh start with our free Bear Bites continental breakfast. Read a free USA Today newspaper, or check email using free WiFi. Other amenities include limited free parking, 24-hour reception desk service, and business facilities. Each hotel room features a mini-refrigerator and a flat-screen LCD TV with cable and HBO. Our non-smoking hotel offers accessible rooms.
Downtown : Downtown Seattle is home to one of the most vibrant culinary scenes in the country. From the freshest in local produce and products at Pike Place Market to the dozens of gourmet restaurants established by award-winning chefs – including the newest additions of Chef Michael Mina's RN74 and Tom Douglas' Cuoco – Downtown Seattle has something for every palate, every price point and every celebration.
*Os preços são com base nas viagens de ida e volta com retorno de 1 a 21 dias após a partida. Essas foram as melhores tarifas encontradas pelos viajantes que buscaram no TripAdvisor e em um grupo seleto de parceiros em busca de tarifas nas últimas 72 horas. Os preços dos bilhetes e a disponibilidade dos assentos são alterados rapidamente e não podem ser garantidos.
×