O seguro de viagem funciona como um plano de saúde temporário e também uma garantia de indenização para várias situações e acidentes. Ele será válido pelos dias da contratação e dentro das normas especificadas em cada contrato. Normalmente é feito para destinos internacionais, onde os planos de saúde brasileiros que usamos no dia a dia não tem validade.

Parece até meio piegas, mas o fato é que todo viajante precavido preciso estar preparado para os percalços da viagem, entre eles, os problemas de saúde. Se aqui no Brasil nós podemos passar mal com uma coxinha velha, a maionese de anteontem ou um churrasquinho de origem duvidosa, imagine em países que sequer conhecemos! Pedra nos rins, apendicite, diarréia, dor de garganta, febre e tosses insuportáveis são apenas a ponta do fio de tudo o que pode acometer um viajante nos dias de viagem. Sem falar em extravios de bagagem, problemas jurídicos e outros pepinos. E não importa o grau de experiência do turista. Shit happens! E com qualquer um. Pensando no bem estar dos nossos leitores (e nas nossas experiências pessoais) preparamos um guia com informações básicas  e importantes sobre seguro de viagem. Porque estar preparado nunca é demais!


São Paulo - O ano de 2014 não foi fácil para passageiros de voos dos Estados Unidos, que tiveram de enfrentar não apenas o mau tempo, mas também a má prestação de serviços por parte das companhias aéreas. Os voos atrasados, a perda de bagagens e as reclamações aumentaram. No ano passado, as companhias americanas cancelaram 66 mil voos a mais do que em 2013, segundo a empresa FlightStats Inc. Já as reclamações sobre os serviços das empresas aumentaram 26%. Com a aposta em um ano de altos lucros e menor custo com combustível, as companhias têm investido em novas tecnologias para aumentar a confiabilidade, mas os números do ano passado mostram que o transporte aéreo dos EUA ainda é frágil. Algumas falhas fizeram com que passageiros ficassem em terra por dias e equipamentos antigos têm falhado com mais frequência. Nesse contexto, o ranking anual The Middle Seat, divulgado pelo The Wall Street Journal, que acompanha sete medidas-chave de desempenho, classificou as 8 maiores empresas aéreas dos EUA em 2014.  A Alaska Airlines e a Virgin American obtiveram as melhores classificações. A Alaska investiu em tecnologia de localização por satélite, que ajuda voos em caso de nevoeiro, além da garantia de entrega de bagagem em 20 minutos. Já a Virgin investiu em um programa de incentivo aos funcionários que oferece bônus de 3% para pontuações em áreas como satisfação dos clientes, operações de aeronaves e segurança e performance imediata. Pelo quarto ano consecutivo, a United e a American Airlines ocupam as duas últimas posições do ranking Os critérios avaliados foram chegadas no horário, voos cancelados, grandes atrasos, atrasos de duas horas na pista, babagem danificada, bumping involuntário (quando a companhia proíbe o passageiro de embarcar, após vender mais assentos que o disponível no voo) e reclamações. Veja a lista nas imagens a seguir, ordenadas da melhor para a pior companhia, segundo o ranking:
Uma viagem é um grande investimento: de tempo, de planejamento, de dedicação. Já pensou estragar tudo isso por conta de uma dor de dente ou de uma intoxicação alimentar? Jamais! Com o Seguro Viagem você consegue rápido atendimento para cuidar destes e outros contratempos e continuar seu passeio. Pense em todas as maravilhas gastronômicas que desfrutará.
O país norte-americano é um dos principais destinos internacionais dos brasileiros: está no plano de muita gente. Porém, é também um dos países com o custo mais alto com saúde do mundo. Por isso é importante contratar um seguro saúde internacional, assistência médica ou um seguro mais completo e garantir mais tranquilidade no caso de algum incidente.
O melhor caminho para resolver problemas com o seguro é o próprio seguro, especialmente se você está precisando dele com urgência. Tenha todos os documentos em mãos e deixe também cópias no Brasil, assim alguém poderá te auxiliar a resolver questões jurídicas, caso seja necessário. Sites como Reclame Aqui são excelentes ferramentas para auxílio. No caso de reembolso não efetuado pela seguradora, guarde todos os comprovantes de pagamento, tanto de hospital e médico quanto de medicamentos. Eles serão muito importantes caso seja necessário acionar a justiça brasileira para receber os valores devidos pela seguradora.
O seguro de viagem funciona como um plano de saúde temporário e também uma garantia de indenização para várias situações e acidentes. Ele será válido pelos dias da contratação e dentro das normas especificadas em cada contrato. Normalmente é feito para destinos internacionais, onde os planos de saúde brasileiros que usamos no dia a dia não tem validade.
Atualmente, a malha aérea da Alaska Airlines serve a vários destinos nacionais e internacionais, desde os seus hubs principais: Seatlle e Anchorage para Acapulco, Anchorage, Adak, Atlanta, Austin, Barrow, Bellingham, Bethel, Boise, Boston, Burbank, Calgary, Cancún, Chicago, Cidade do México, Cordova, Dallas, Deadhorse/Prudhoe Bay, Denver, Dillingham, Fairbanks, Filadélfia, Fort Lauderdale, Guadalajara, Gustavus, Honolulu, Istapa, Juneau, Kahului, Kansas City, Ketichkan, King Salmon, Kodiak, Kona, Kotzebue, Las Vegas, Lihue, Long Beach, Los Angeles, Manyanillo, Mazatlán, Miami, Mineápolis, Newark, Nome, Oakland, Ontário, Orlando, Palm Springs, Petersburgo, Phoenix, Portland, Puerto Vallarta, Redmond, Reno, S. Louis, Sacramento, Salt Lake City, San Antônio, San Diego, San José del Cabo, San Jose, Santa Ana, São Francisco, Seattle, Sittka, Spokane, Tucson, Vancouver, Washington D. C., Wrangell e Yakutat, onde há outras ligações possíveis.
×