Alma de Viajante é um blog de viagens sob o mote “Viajar. Partilhar. Inspirar.”, onde partilho de forma pessoal e intimista as minhas viagens pelo mundo. O objetivo é “descomplicar” e inspirar mais gente a viajar como forma de enriquecimento pessoal. Numa vertente mais prática, há também roteiros e dicas para o ajudar a viajar mais e melhor. Note que sou um blogger de viagens, não um operador turístico. Conheça a história do Alma de Viajante e saiba como viajar com Filipe Morato Gomes.
A Segurança que o viajante leva em sua “bagagem” tendo contratado o Seguro Viagem é inexplicável, já imaginou estar longe de casa e mesmo assim ter uma equipe especializada que poderá lhe auxiliar em diversas situações independente do dia, horário ou local em que você esteja? Toda essa tranquilidade, somente o Seguro Viagem poderá lhe garantir.
Em teoria cobre mas as coberturas exatas variam (por exemplo, consoante o país de origem). O ideal é simular a compra do seguro e ler as condições exatas da apólice. Eu já acionei uma vez o seguro, para regressar de emergência por causa de um grave problema de saúde de um familiar que estava em Portugal, e funcionou assim: comprei o bilhete, apresentei as despesas, eles fizeram todas as perguntas que acharem por bem fazer, e depois reembolsaram a totalidade das minhas despesas com a compra do novo voo.
Todo el contenido de este sitio web, incluyendo diccionarios, tesauros, textos, geografía y otros datos de referencia tiene únicamente fines informativos. Esta información no debe considerarse completa ni actualizada, y no está destinada a ser utilizada en lugar de una visita, consulta, asesoramiento de una persona jurídica, médica, o de cualquier otro profesional.

Alma de Viajante é um blog de viagens sob o mote “Viajar. Partilhar. Inspirar.”, onde partilho de forma pessoal e intimista as minhas viagens pelo mundo. O objetivo é “descomplicar” e inspirar mais gente a viajar como forma de enriquecimento pessoal. Numa vertente mais prática, há também roteiros e dicas para o ajudar a viajar mais e melhor. Note que sou um blogger de viagens, não um operador turístico. Conheça a história do Alma de Viajante e saiba como viajar com Filipe Morato Gomes.

Pode acontecer de você estar viajando e sofrer um acidente que cause invalidez permanente (total ou parcial). Nesse caso, você receberá o valor previsto no seguro para ajudar a lidar com essa nova situação. O valor será calculado de acordo com o grau da invalidez. É importante saber que invalidez é a perda definitiva das funções de uma parte do corpo. Por exemplo: se você quebrar a perna e ficar imobilizado por 90 dias e depois retomar sua vida normalmente, não será considerada uma invalidez.
É muito importante ressaltar que vários cartões de crédito, especialmente os que têm status platinum ou superior, oferecem o seguro de viagem gratuitamente para os clientes. Há grandes diferenças entre os cartões no que diz respeito à validade do seguro. Muitos exigem que a compra da passagem (ao menos a taxa de embarque) seja efetuada com o próprio cartão. Em outros casos (mais raros), o seguro é automático, independente da compra da passagem. Há seguros de cartão de crédito que oferecem a cobertura mesmo dentro do Brasil, a partir de uma certa distância da residência do segurado.
In 1996, the Forte Group sold the Travelodge operation in North America. The trademark rights and franchise system were acquired for $39 million by HFS Inc., owner of other hotel brands such as Days Inn and Ramada.[4][5] HFS was later merged into Cendant Corporation,[6] and Cendant's hotel services, including Travelodge, were spun off as Wyndham Worldwide in 2006.[7]
Targeting families with children, Travelodge is best known[citation needed] for its mascot Sleepy Bear, a half awake teddy bear wearing a sleeping cap with his name, a robe with the Travelodge logo, and slippers. The logo was created in 1954 by Robert Hale, while employed by Dan Lawrence Advertising agency of San Diego. Years ago, Travelodge would give a free toy plush bear to any child staying in the Sleepy Bear Den room, of which every Travelodge had at least one. Travelodge also has a brand of lower-price motels called Thriftlodge with another mascot named TJ, a freckle-faced bear with a baseball cap and a T-shirt with the Thriftlodge logo and the name TJ on it.[8]
This 82 room, two story hotel offers a variety of room types to satisfy nearly every need. The hotel offers standard King, Queen or Double/Double beds. We have a limited number of individual Twin rooms for the lone budget minded traveler. About ½ our guest rooms are contained in our gated courtyard featuring lounges, patio tables & chairs, and natural gas fired BBQ’s. Accessible guest rooms are available with either standard tubs with hand rails, or roll-in showers. Our hotel is pet friendly, but pets are restricted to one floor of one building onsite. more...
Designed by Myeres.com | Home | Rooms | Amenities | Reservations Online s | Specials | Packages | Group Reservations | Cancellations | Directions Travelodge University Seattle Washington | Photo Gallery | Activities | Airport | Attractions | Business | Casinos | Dining | Downtown | Golf | Government | Hospitals | Shopping | Sports | University | Contact Travelodge University Seattle Washington WA | Privacy Policy | Today's date is Saturday October 6, 2018
Wineries : No wine region in California draws as much attention as Napa Valley. For many who are visiting San Francisco, tasting the wines are a must. There are now over 400 wineries in Napa, from mom and pop types of places to large state of the art facilities. If you have a chance to visit while you're in the Bay Area here are 10 that are open to the public for tasting and be sure to keep your eyes open for these producers in local restaurants and wine shops.
Concierge Serviços de transmissão de mensagens urgentes, informações sobre roteiros, restaurantes, imunizações, previsão do tempo, entre outros. ¹ - Coberturas disponíveis apenas para planos internacionais. ² - Desde que sob a responsabilidade da companhia transportadora e comprovada por meio do relatório comprobatório de perda (PIR - Property Irregularity Report).
Devido à falta de recursos financeiros, nos anos 1980, a Alaska Airlines estendeu de forma absurda o número de horas em que os técnicos, deveriam fazer reparos. Nesta tentativa de poupar milhares de dólares e manter equilibrada a balança econômica da companhia, a Alaska Airlines ainda dobrou o número de horas de cada voo, fazendo com que os aviões fossem exigidos para mais do que conseguissem voar com a manutenção adquirida. Nestas condições, ocorreu um dos piores acidentes da história da aviação, o Voo Alaska Airlines 261.
×