Pode acontecer de você estar viajando e sofrer um acidente que cause invalidez permanente (total ou parcial). Nesse caso, você receberá o valor previsto no seguro para ajudar a lidar com essa nova situação. O valor será calculado de acordo com o grau da invalidez. É importante saber que invalidez é a perda definitiva das funções de uma parte do corpo. Por exemplo: se você quebrar a perna e ficar imobilizado por 90 dias e depois retomar sua vida normalmente, não será considerada uma invalidez.
Quando estamos decidindo sobre um roteiro de viagem, a Europa sempre é uma forte opção. Conhecidos por juntar elementos históricos com a modernidade, países como Itália, Portugal, França e muitos outros contam com diversas opções de entretenimento. Tendo o seguro viagem Europado Itaú, você, sua família e seus amigos terão toda a assistência necessária.
Importante: Benefício válido apenas para os planos AC 250, AC 1MM e MULTITRIPS. Observação: A concessão de pontos Multiplus é feita de modo sistêmico apenas para clientes já cadastrados no programa e que comprem neste Site (https://www.assistcard.com/br). Vendas através de nossos revendedores e parceiros não valem pontos no programa. Os pontos são creditados apenas para o passageiro principal, caso a contratação do plano considere mais do que uma pessoa. Os créditos são concedidos em até 30 dias após a compra. Após o crédito dos pontos no programa, o seguro viagem não poderá ser cancelado, alterado ou reembolsado.

Precisei me submeter a uma cirurgia, em viagem a Copenhagen, Dinamarca, e fui muito bem atendida pela Allianz Assistance, desde o atendimento prestado durante a minha estadia até a internação e posterior cirurgia. O hospital é de ótima qualidade e com profissionais qualificados e atenciosos. Tive toda a assistência necessária desde a primeira solicitação de consulta pela Central de Atendimento. Mais uma vez agradeço pelo excelente atendimento prestado.
Devido à falta de recursos financeiros, nos anos 1980, a Alaska Airlines estendeu de forma absurda o número de horas em que os técnicos, deveriam fazer reparos. Nesta tentativa de poupar milhares de dólares e manter equilibrada a balança econômica da companhia, a Alaska Airlines ainda dobrou o número de horas de cada voo, fazendo com que os aviões fossem exigidos para mais do que conseguissem voar com a manutenção adquirida. Nestas condições, ocorreu um dos piores acidentes da história da aviação, o Voo Alaska Airlines 261.
×